sábado, 22 de setembro de 2012

A ponto de ficar louca (nora)


Bom dia pessoal,

Em muitas pesquisas pela internet, encontrei por acaso este site. Sempre leio histórias mas nunca tive tempo o suficiente para escrever.

Bom, mas vamos a história.

Namoro á quase 3 anos e a pouco mais de um ano ficamos noivos. Meu noivo é o mais novo de 4 irmãos, ele hoje com 32 anos eu com 27, mora com a mãe de
73 anos.
Desde o começo não foi perfeito como são com algumas pessoas, desde o primeiro dia que a vi, meu santo não bateu com o dela.



Eu moro sozinha, e no começo do nosso namoro eu não trabalhava, ele me ajudava com tudo. Como o pai dele tinha dado um AVC, e eu em casa á toa ia dia sim dia não pra ajudar minha sogra. 
Nos outros dias eu eu não ia, tinha uma enfermeira pra cuidar dele. Moramos muito perto um do outro, então saia de casa cedo e ficava até á noite na casa dela, eu sempre ouvia algumas piadas, mas nunca levei na maldade pensava que era coisa de gente mais velha que não tinha o que falar e fazer. 
Certo dia que a enfermeira estava na casa dela e eu também, ela perguntou de quem era uma foto de uma moça que estava no porta retrato junto á vários outros. Ela respondeu perto de mim que era a NAMORADA do Paulo (nome fictício). 
Eu fiquei sem saber o que falar na hora. Num impulso de raiva. Perguntei pra ela se o filho dela tinha duas namoradas e que aquela não era a ex que tinha traído ele?





A resposta foi simplesmente que hoje todo mundo trai mesmo e que ela gostava demais dessa ex dele. A enfermeira viu o meu estado, e ainda brincou pra eu não ter ciúme porque eu era muito mais bonita que a ex. 

Mais tarde chegando na minha casa, desabei em choro, pensando como poder existir uma pessoa assim. Eu dentro da casa dela ajudando-a no que ela precisava, mas ao mesmo tempo me agredindo o tempo todo, me colocando contra o filho e colocando o filho contra mim. 



Ele chegou na minha casa e viu meu estado. Eu não agüentei e infelizmente soltei tudo que tinha vontade de falar, que ela não poderia fazer isso comigo, e que não foi a primeira piada dela comigo. Ele pediu pra eu ter calma que ela era velha e que sempre foi assim COM TODAS as ex namoradas dele.
 (POR ISSO ACHO QUE ATÉ HOJE ELE MORA COM ELA).


Como eu sou uma pessoa boa e muito prestativa, continuei indo e ouvindo as piadinhas dela. Meu noivo á uns dois anos atrás tinha um caminhão, então trabalhava aqui dentro da cidade mesmo. E quase todas as noites as noites ia dormir comigo, ela não gostava porque acabava deixando ela sozinha só com o marido. Ela falava para a empregada dela coisas absurdas, se referindo á mim como se eu fosse uma mulher qualquer que não tinha família, que não tinha índole.




 Por muitas vezes tive que escutar ela jogando indiretas pra mim em relação á ele dormir comigo. Em meio á todo esse tempo meu sogro veio a falecer em Janeiro de 2011. Deus á de me perdoar o que vou falar, mas eu não sabia se a situação iria melhorar ou piorar pra mim. Depois do acontecido tentei ficar mais maleável com ela e tentar viver bem, pelo menos fingir. Durante o ano passado todo ele nunca mais dormiu comigo, eu dormia quase todos os dias e todo fim de semana na casa dele.

Ele não ia na minha casa pra nada. 
E durante todo esse ano, ela fez de tudo para chamar á atenção dos filhos, todos faziam tudo que ela queria, como se fosse uma criança, ela não aceita estar errada em nada é a dona da razão. Eu não agüentava ver os xiliques dela. 
Pensava, meu Deus até quando vou aturar isso? E nisso as brigas entre eu e ele só aumentavam. 
(SEI DEMAIS QUE SOU COMPLETAMENTE ERRADA, PORQUE TENHO UM HOMEM MARAVILHOSO AO MEU LADO E QUE NÃO ME DEIXA FALTAR NADA) e também que ele não tem culpa de nada do que ela faz comigo. Sei que ele vive no meio de um fogo cruzado, tenta viver bem dos dois lados e sei também que não posso falar mal dela pra ele porque independente de tudo é a mãe dele. 

Bom… final do ano passado ele resolveu comprar uma carreta e vender o caminhão e passar a viajar (TRABALHAR COM O QUE ELE REALMENTE GOSTA). Vocês imaginam como a mãe ficou ne?! O filhinho mais novo saindo de casa pra passar dias ou até semanas fora do ninho. (AHHH… ESQUECI DE COMENTAR. ELA ARRUMA A CAMA PRA ELE DORMIR E COLOCA O PIJAMINHA EM CIMA DA CAMA). 
No começo de Fevereiro desse ano ele começou as viagens. Eu tentei entender o trabalho dele, é o que ele gosta, acho mesmo que tenho que apoiar. Pra minha sogra não dormir sozinha eu ia todos os dias que ele estava ausente dormir com ela, só que percebi que não tinha jeito mesmo de manter a boa vizinhança. 


Sempre tinha alguma coisa pra me alfinetar, ela implicava que ele me ligava várias vezes ao dia e não ligava pra ela. Dormi com ela até á alguns meses atrás, foi até eu não agüentar e falar tudo pra ele de novo o que ela fazia comigo ou falava. Ele achou melhor eu não ir mais na casa dele, que eu não precisava mais dormir lá , porque eu ia e sempre voltava mal e que ela não sabia me agradecer pelo o que fazia. Parei de ir e até de ligar pra ela e como ela é pirracenta também não me ligava, deve ter ficado com raiva porque parei de ir lá e não falei o porque. 





Durante todos os dias que ele está fora, saio de manhã para trabalhar e só volto á noite. Passo fim de semana dentro da minha casa, se tem uma coisa que não gosto é traição e falta de respeito no relacionamento.
Evito  sair de casa pra não ter os comentários maldosos das pessoas, e também não acho justo eu sair pra passear enquanto ele está passando noites sem dormir. Depois que ele passou a viajar, acho que pela saudade, ele voltou á dormir comigo assim que chega. 
Aí que piorou mesmo, porque ele chega e vai pra minha casa, a mãe dele já deixou claro pra ele que poderia chegar e dormir com ela também. Eu fico pensando quando nos casarmos, e penso também que ele não case comigo enquanto ela estiver viva,  não sei porque muitas vezes que brigamos eu entendi isso. 
Mas ele diz que não é isso.
 E se for desse jeito? Cobro muito dele em relação á isso, porque não acharia justo depois dele não ter ninguém mais pra cuidar dele, aí sim ele resolver assumir um casamento comigo. Eu sinto que estou á ponto de enlouquecer, por morar sozinha e não ter família aqui, fico guardando tudo dentro de mim ou estouro com ele que não tem culpa de nada. Vou passar á ir em consultas com psicólogo, coisa que nunca precisei, porque não sei mesmo lidar com a situação. Amo ele demais, mas vivo triste por dentro, por causa de uma pessoa que eu não deveria não dar ouvidos, porque sei que a tendência é piorar a cada dia mais. Escrever esse texto foi um grande desabafo pra mim, sinto que a qualquer momento vou explodir de tanto ódio e mágoa. 
Sentimentos que nunca senti durante toda minha vida, mas sinto agora logo pela mãe da pessoa que tanto amo e respeito. Peço que me dêem conselhos de como lidar com isso.
Abraços,
Renata.

História enviada pelo e-mail experienciacomasogra@hotmail.com

Agradeço sua participação e estou a disposição quando precisar desabafar!

Abraço forte desta que te entende perfeitamente,
Nora;)

3 comentários:

  1. Olá Renata, agradeço muito sua participação e peso que não deixe de participar,por experiência própria, dividir é melhor do que guardar, escrever é uma forma de desabafo que ajuda bastante.
    Achei muito bacana seu texto, bem escrito dando as pessoas que lerem uma realidade intensa do que você tem vivenciado com sua sogra.
    Que história hein?!
    É difícil o fato de seu noivo ser o único filho ainda a morar com sua sogra (pelo que entendi) e ainda esse agravante da idade dela ser mais avançada, se ela tivesse o marido, ou outro filho com ela, ou se fosse mais nova, poderia ser um pouco menos difícil, mas nunca é mais fácil se tratando de sogra quando não aceita uma nora, e pior, quando tem um amor possessivo por um filho e o deseja apenas para ela.
    O importante é que mesmo você relatando que o primeiro contato com a sogra não foi aquela sintonia legal, ao menos você persistiu em buscar um contato saudável com ela, mas ela demonstra que esse não é o interesse dela então se torna difícil, já que quando um não quer dois não brigam, como dizem não é mesmo?
    Não tem como dois andarem juntos se não tiverem concordância e isso é fato.
    Pela experiencia que tenho e baseada nas histórias que recebo, sua sogra provavelmente usa a idade e o fato de ser viúva como estratégia para manipular o filho, e ele por sua vez também se permite a isso dando espaço para ela agir.
    Mãe e mulher são duas figuras importantes na vida de um homem, tem seus papéis distintos e nenhuma perde quando existe respeito e limites.
    E cabe a ele administrar isso, sabendo o que ele realmente quer, e se posicionando de maneira firme quanto as suas escolhas.
    Ele pode continuar a ser um bom filho, e também não permitir que adele mãe te desrespeite, pois afinal a mãe é dele e ele te escolheu pelo jeito para futura esposa se não não teria noivado e nem estaria com você após esses episódios da mãe dele demonstrar com essas atitudes o quanto é contra esse relacionamento de vocês.
    Se ele não te amasse e tivesse planos futuros com você já teria te largado pois pelo jeito da muito ibope pra essa mãe se intrometer na vida pessoal dele.
    Cabe tão somente a ele impor limites a essa mãe, deixar claro que ele é homem crescido, independente (trabalha), que a ama por isso mora com ela, mas que tem escolhas que cabe a ele fazer, como quem é uma boa companheira ou não para ele, afinal quem vai conviver é ele e não ela.
    Mesmo você agindo de boa fé, tratando bem sua sogra, se ela não te aceita e se teu noivo não impor limites a essa mãe, suas atitudes de conquista-la são quase em vão...
    Só servem mesmo para evitar brigas.

    Espero que de alguma forma o blog seja útil a você quanto a essa situação nora/sogra.
    Conte comigo, uma amiga virtual que passa por situações semelhantes a sua...

    abraço forte,
    Nora;)

    ResponderExcluir
  2. Colega sei muito o bem o que vc sente mas tome atitude pq esse papo de ele naum tem culpa naum é verdade tem sim e muita ele ja passou da hora de tomar o seu partido e se preciso virar as costas pra maezinha dele tb tenho sogra e acredite o que escutei chega ser crime mesmo foi na verdade o meu marido chutou o pau da barraca na hora e ficou do meu lado e naum tem essa de que é mae ela é mae e eu sou mulher sou mais importante pq é comigo que ele vive a vida dele pede posicao e naum se deixe enrrolar bjo olha meu blog tb www.vivitobias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Faça o seguinte: Ignore-a. Você gostaria de tê-la como uma 2a mãe, não é? Mas ela te enxerga como concorrente do filho, em todos os aspectos, ela se sente a dona dele. Na verdade, ela não precisa dele para nada, e ela por ser egoísta, não está respeitando o filho, nem pensando na felicidade dele.. chato isso, né? Mas não é porque amamos o filho que a mãe dele nos amará em troca!!! Talvez o sensato é você se afastar dela. Infelizmente, é opção DELA. Fale para seu namorado, que: Se a mãe dele não sabe respeitar a namorada dele, e o relacionamento dele, você irá respeitar a vontade dela de ficar afastada de você. E a escolha é dele: De que lado ele vai ficar? Te garanto que se ele tiver cabeça, saberá tomar as rédeas desta situação, e não deixará a mulher que ele escolheu para viver, no caso, você, sofrer. Mãe a gente não escolhe. Mulher sim. Pense nisso. E pense no que VOCÊ faria, se estivesse na pele dele. Fica a dica. Beijos querida, se cuida, pense em você em primeiro lugar.. Outra coisa, a última: Seu namorado está viajando pelo BRASIL, fazendo o que GOSTA. Querida, siga o bom exemplo dele: Nos finais de semana, arrume algo que você goste de fazer. Pare de chorar pelos cantos por homem. Eles pensam neles em primeiro lugar, no conforto deles. Vai ver é por isso que seu namorado não largou a saia da mamãe: Ela faz tudo por ele!!! Qual homem iria largar uma mãe que faz tudo por ele??? Se ele te ama, vai saber te proteger dos ataques de quem quer que seja, inclusive da mãe dele, óbvio! Pense nisso, veja a situação de quem está de longe, esfria a cabeça, e se for preciso, parta pra outro!!! Seu namorado está vendo o dele. Veja o seu, meu bem. Beijosss

    ResponderExcluir